25º DOMINGO TEMPO COMUM – ANO B

Eu sou a  salvação do povo, diz o Senhor. Se clamar por mim em qualquer provação, eu o ouvirei e serei seu Deus para sempre. (Antífona da Missa)

ORAÇÃO DO DIA

Ó Pai, que resumistes toda a lei no amor a Deus e ao próximo, fazei que, observando o vosso mandamento, consigamos chegar um dia à vida eterna. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. (LD, Ano XXIV, nº 286, Paulus).

Leituras da liturgia eucarística: Sb 2,12.17-20; Sl 53; Tg 3,16-4,3; Mc 9,30-37

 

EVANGELHO: Mc 9,30-37

Naquele tempo, Jesus e seus discípulos atravessavam a Galileia. Ele não queria que ninguém soubesse disso, pois estava ensinando a seus discípulos. E dizia-lhes: “O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens, e eles o matarão. Mas, três dias após sua morte, ele ressuscitará”.

Os discípulos, porém, não compreendiam estas palavras e tinham medo de perguntar. Eles chegaram a Cafarnaum. Estando em casa, Jesus perguntou-lhes: “O que discutíeis pelo caminho?”

Eles, porém, ficaram calados, pois pelo caminho tinham discutido quem era o maior.

Jesus sentou-se, chamou os doze e lhes disse: “Se alguém quiser ser o primeiro, que seja o último de todos e aquele que serve a todos!”

Em seguida, pegou uma criança, colocou-a no meio deles e, abraçando-a, disse: “Quem acolher em meu nome uma destas crianças, é a mim que estará acolhendo. E quem me acolher, está acolhendo, não a mim, mas àquele que me enviou”.

 

REFLEXÃO

À revelação do Messias sofredor acrescenta-se a de Jesus, Filho de Deus. Mas o caminho da fé não é fácil para os discípulos. O fato, porém, de eles não abandonarem o Mestre é sinal de certa disponibilidade. O trecho litúrgico os apresenta sós com Jesus, que, em seu ensinamento volta ao tema do Messias sofredor; mas diante deste tema, a reação dos discípulos é negativa e o é por medo das consequências. Jesus indica então o caminho para compreender e tornar-se disponível: o serviço, a humildade, o acolhimento dos pequenos, isto é, dos pobres. Uma fé não experimentada não pode manter-se.  (Missal Dominical, Paulus, 1995, p. 1029)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s