ORAÇÕES A TODOS OS SANTOS E SANTAS

0px_opt

I

Ó almas que já sem temor gozais de vossa eternas delícias e estais sempre embebidas nos louvores de meu Deus! Venturosa foi vossa sorte. Que grande razão tendes de vos ocupardes sempre em louvá-lo! E que inveja de vós tem minha alma! Estais já livres da dor que causam as ofensas tão grandes que nestes desventurados tempos se fazem a meu Deus, e de tanta falta de agradecimento e tanta obstinação desse grande número de presas arrebatadas pelo espírito do mal. Ó bem- aventuradas, celestes almas! Ajudai nossa miséria e servi-nos de intercessoras ante a divina misericórdia, para que nos dê a prelibar algum tanto do vosso gozo e reparta conosco desse claro conhecimento que tendes.

Dai–nos, Deus meu, a entender o galardão dos que pelejam varonilmente durante o sonho desta miserável vida. Alcançai-nos, ó almas amantes, a compreensão do gozo que vos dá o entenderdes a eternidade de vossos deleites. Que felicidade tão deliciosa a vossa, pela certeza de que nunca terão fim!

Ó almas bem-aventuradas, que tão sabiamente vos soubestes aproveitar dos dons de Deus e, com este valioso preço, comprar herança tão deleitosa e duradoura! Dizei-nos como fizestes para granjear essa felicidade sem fim!

Ó almas bem-aventuradas, que tão sabiamente vos soubestes aproveitar dos dons de Deus e, com este valioso preço, comprar herança tão deleitosa e duradoura! Dizei-nos como fizestes para granjear essa felicidade sem fim! Ajudai-nos, pois estais tão perto da Fonte! Colhei água para nós que na terra perecemos de sede! (Sta. Teresa de Jesus, Exclamações 13,1-2.4)

II

Sou a menor das criaturas, conheço minha miséria e minha fraqueza. Todavia, sei também quanto gostam de fazer o bem os corações nobres e generosos. Suplico-vos, pois, ó Bem-Aventurados habitantes do céu, suplico–vos me adoteis por filha! A vós somente reverterá a glória que me fizerdes adquirir, mas dignai-vos ouvir minha prece. Ela é temerária, eu o sei. Entretanto, ouso pedir-vos, obtende-me vosso duplo amor. (Sta. Teresinha do Menino Jesus, Escrito Autobiográfico B, 256)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s