ORAÇÕES A NOSSA SENHORA DE LOURDES

nossasenhoradelurdes05_03_2011

I

Ó Virgem puríssima, Nossa Senhora de Lourdes, que vos dignastes aparecer a Bernadete,  no lugar solitário de uma gruta,  para nos lembrar que é no sossego  e recolhimento que Deus nos fala e nós falamos com Ele, ajudai-nos a encontrar o sossego e a paz da alma que nos ajudarem a conservar-nos sempre unidos em Deus.
Nossa Senhora da gruta, dai-me a graça que vos peço e tanto preciso (pedir a graça).
Nossa Senhora de Lurdes, rogai por nós. Amém.

 

II
Dóceis ao convite de vossa voz maternal, Ó Virgem Imaculada de Lourdes, acorremos a vossos pés junto da humilde gruta onde vos dignastes aparecer para indicar aos que se extraviam, o caminho da oração e da penitência, e para dispensar aos que sofrem, as graças e os prodígios da vossa soberana bondade. Recebei, Rainha compassiva, os louvores e as súplicas que os povos e as nações oprimidos pela amargura e pela angústia elevam confiantes a vós. Ó resplandecente visão do paraíso, expulsai dos espíritos – pela luz da fé – as trevas do erro. Ó místico rosário com o celeste perfume da esperança, aliviai as almas abatidas. Ó fonte inesgotável de água salutar com as ondas da divina caridade, reanimai os corações áridos. Fazei que todos nós, que somos vossos filhos por vós confortados em nossas penas, protegidos nos perigos, sustentados nas lutas, nos amemos uns aos outros e sirvamos tão bem ao vosso doce Jesus que mereçamos as alegrias eternas junto a vosso trono no céu. Amém.  (Oração composta pelo Papa Pio XII)

 

III

Ó Maria, Vós aparecestes a Bernadete na cavidade de um rochedo. No frio e nas sombras do inverno, Vós trazíeis o calor de vossa presença, a luz e a beleza.
No vazio de nossas vidas, tantas vezes obscuras, no fundo deste mundo no qual o mal é poderoso, trazei a esperança, restabelecei a confiança!
Vós, que sois a Imaculada Conceição, vinde em auxílio destes pecadores que somos nós.
Dai-nos a humildade da conversão, a coragem da penitência.

Ensinai-nos a rezar por todos os homens.
Guiai-nos até as fontes da verdadeira vida.
Fazei de nós peregrinos em marcha dentro de vossa Igreja.
Incrementai em nós a fome da Eucaristia, o alimento nesta terra, o pão da vida.
Em Vós, ó Maria, o Espírito Santo operou maravilhas: por seu poder, Ele vos colocou junto ao Pai, na glória de vosso Filho, vivo para sempre.
Considerai com ternura as misérias de nossos corpos e de nossos corações.
Brilhai para todos, como uma doce luz, na hora da morte.
Com Bernadete, recorremos a Vós, ó Maria, com a simplicidade de filhos.
Fazei-nos entrar, como ela, na eterna bem-aventurança.
Então poderemos, já nesta terra, começar a sentir a alegria do Céu e, convosco, cantar: Magnificat!
Glória a Vós, Virgem Maria, ditosa serva do Senhor, Mãe de Deus, morada do Espírito Santo! Amém!

 

IV

Nossa Senhora de Lourdes, quando aparecestes à menina Bernardete, disseste-lhe: “Eu sou a imaculada Conceição”. Fostes concebida no ventre de Vossa Mãe, a Senhora de Sant’Ana, isenta da mancha do pecado original. Rogo-vos, pois, sede a minha advogada perante o Vosso Amado Filho. Protegei-me com o vosso manto puríssimo, mais alvo do que neve. Dá-nos que possamos viver em paz e que a concórdia reine entre todos os povos.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós. (repetir 3 vezes)

(Rezar 1 Ave Maria e 1 Salve Rainha)

V

“Ó Mãe de amor, que vos apresentastes em Lourdes como a Senhora Imaculada Conceição, a vós recorremos em nossos sofrimentos e aflições, sobretudo em nossas necessidades espirituais, e acreditamos que a vossa intercessão nos será valiosa para o nosso crescimento na fé.

Bendita sejais, Senhora da Imaculada Conceição, pelos extraordinários benefícios que não cessais de espargir não só em Lourdes, mas também no mundo inteiro.

Nós vos suplicamos, ó Mãe, que nos ajudeis a realizar nossas esperanças de conversão, de santificação e de perseverança nos ensinamentos de Jesus, vosso Filho, o único caminho que nos leva ao Pai

Nossa Senhora de Lourdes, rogai por nós! Sede nossa advogada e intercedei constantemente em nosso favor. Amém!” Fonte: Santos, José Carlos: Quando quero falar com Deus. Paulinas, 4ª ed. 2008, p. 128.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s