São Pedro e São Paulo

1.s.pedro e s.paulo

Eis os santos que, vivendo neste mundo, plantaram a Igreja, regando-a com seu sangue. Beberam do cálice do Senhor e se tornaram amigos de Deus. (Ant. entr.)

ORAÇÃO DO DIA

Ó Deus, que hoje nos concedeis a alegria de festejar São Pedro e São Paulo, concedei à vossa Igreja seguir em tudo os ensinamentos destes apóstolos que nos deram as primícias da fé.  Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. (LD, ano XXIV, nº 282)

Leituras da liturgia eucarística: At 12,1-11; Sl 33; 2Tm 4,6-8.17-18; Mt 16,13-19

 

EVANGELHO: Mt 16,13-19

 Naquele tempo, Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?”

Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”.

Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?”

Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”.

Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”.

 

REFLEXÃO

Este trecho, não é importante só para a Igreja Católica, mas o é intrinsicamente. Assinala o evangelho de Mateus mudança importante. Compõe-se de duas partes: a confissão de Pedro, porta-voz dos Doze, sobre a messianidade de Jesus e, nela inserida, a promessa do primado que Jesus faz a Pedro. Cronologicamente, as duas coisas não parecem coincidir. De fato, a passagem seguinte não faz alusão à confissão da divindade de Jesus. O motivo por que Mateus uniu as duas partes deve ser buscado em sua teologia. A ruptura com Israel é agora definitiva: não é mais a planta de Deus; o discípulo deve abandoná-la: deixai-a; Jesus mesmo a abandona. Mas um Messias sem um povo é inconcebível, e Jesus o anuncia fundado sobre a Rocha que visivelmente, depois de seu desaparecimento, será Pedro, a quem dá as chaves. (MD, Paulus, 1995, p. 1335)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s