1º NOVEMBRO: SOLENIDADE DE TODOS OS SANTOS

“Alegremo-nos todos no Senhor, celebrando a festa de Todos os Santos. Conosco alegram-se os anjos e glorificam o Filho de Deus.” LD

ORAÇÃO DO DIA

Deus eterno e todo-poderoso que nos dais celebrar numa só festa os méritos de todos os santos, concedei-nos, por intercessores tão numerosos, a plenitude da vossa misericórdia. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Leituras da liturgia eucarística:

Primeira Leitura (Ap 7,2-4.9-14)

Leitura do Livro do Apocalipse de São João:

Eu, João, 2vi um outro anjo, que subia do lado onde nasce o sol. Ele trazia a marca do Deus vivo e gritava, em alta voz, aos quatro anjos que tinham recebido o poder de danificar a terra e o mar, dizendo-lhes: 3“Não façais mal à terra, nem ao mar, nem às árvores, até que tenhamos marcado na fronte os servos do nosso Deus”.

4Ouvi então o número dos que tinham sido marcados: eram cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel.

9Depois disso, vi uma multidão imensa de gente de todas as nações, tribos, povos e línguas, e que ninguém podia contar. Estavam de pé diante do trono e do Cordeiro; trajavam vestes brancas e traziam palmas na mão. 10Todos proclamavam com voz forte: “A salvação pertence ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro”.

11Todos os anjos estavam de pé, em volta do trono e dos Anciãos e dos quatro Seres vivos, e prostravam-se, com o rosto por terra, diante do trono. E adoravam a Deus, dizendo: 12“Amém. O louvor, a glória e a sabedoria, a ação de graças, a honra, o poder e a força pertencem ao nosso Deus para sempre. Amém”. 13E um dos Anciãos falou comigo e perguntou: “Quem são esses vestidos com roupas brancas? De onde vieram?” 14Eu respondi: “Tu é que sabes, meu senhor”. E então ele me disse: “Esses são os que vieram da grande tribulação. Lavaram e alvejaram as suas roupas no sangue do Cordeiro”.

Salmo Responsorial (Sl 23)

— É assim a geração dos que procuram o Senhor!

— É assim a geração dos que procuram o Senhor!

— Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra,/ o mundo inteiro com os seres que o povoam;/ porque ele a tornou firme sobre os mares,/ e sobre as águas a mantém inabalável.

— “Quem subirá até o monte do Senhor,/ quem ficará em sua santa habitação?”/ “Quem tem mãos puras e inocente coração,/ quem não dirige sua mente para o crime.

— Sobre este desce a bênção do Senhor/ e a recompensa de seu Deus e Salvador”./ “É assim a geração dos que o procuram,/ e do Deus de Israel buscam a face”.

Segunda Leitura (1Jo 3,1-3)

Leitura da Primeira Carta de São João:

Caríssimos: 1Vede que grande presente de amor o Pai nos deu: de sermos chamados filhos de Deus! E nós o somos! Se o mundo não nos conhece, é porque não conheceu o Pai. 2Caríssimos, desde já somos filhos de Deus, mas nem sequer se manifestou o que seremos! Sabemos que, quando Jesus se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é. 3Todo o que espera nele, purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.

Evangelho (Mt 5,1-12a)

Naquele tempo, 1vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, 2e Jesus começou a ensiná-los:

3“Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus. 4Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados.

5Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. 6Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. 7Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. 8Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. 9Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. 10Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus.

11Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e, mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim. 12aAlegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus”.

REFELXÃO

“Precisamos lutar por nosso lugar no Céu

Para entrarmos no Céu, precisamos ter o visto da santidade, ter esforço pessoal e empenho para conquistarmos nosso lugar

“Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus” (Mateus 5,3).

“Hoje, celebramos a Jerusalém Celeste, celebramos a glória de todos os santos, a glorificação definitiva e plena daqueles que viveram, nesta vida, de acordo com a vontade de Deus.

A festa de todos os santos deve ser a festa de todos nós, porque todos nós somos convidados a buscar a santidade.

Uma vez, precisei trabalhar nos Estados Unidos. Fui chamado para ser missionário lá. Demorou muito para eu conseguir entrar, porque havia uma exigência: era preciso não só o passaporte, que todos nós tiramos, mas também um visto, uma autorização para poder entrar lá. Somente depois que consegui esse visto, com muito sacrifício, esforço e empenho, entrei nos Estados Unidos.

Para entrar em muitos lugares, deste mundo, nos são feitas exigências. Imagine um rapaz que, para ser atleta, tem de passar por toda uma preparação, toda uma exigência do corpo e da mente, para que esteja preparado para entrar em campo; e ele tem de ser bom, senão, não entra.

Esse rapaz faz bastante sacrifício, bastante esforço. Ele quer ser atleta, mas não é fácil! Além da concorrência, ele precisa dar o melhor de si. É esforço físico, muita preparação e, muitas vezes, na preparação, ele não fez o melhor e fica de fora.

Isso tudo é para dizer que, para entrarmos no Céu, é preciso ter o visto da santidade, é preciso esforço pessoal, empenho nosso para conquistarmos nosso lugar.

Os santos são os atletas de Deus, os vencedores da vida, verdadeiros vencedores na vida, e têm a palma da glória.

Às vezes, achamos que vencer na vida é conseguir um diploma, é ser formado nisso e naquilo, é um empenho importante para essa vida, mas cairá tudo no esquecimento se não nos empenharmos para conquistar o nosso lugar no Céu.

Quando celebramos, hoje, a festa de todos os santos, não estamos nos referindo somente aos santos que são canonizados e reconhecidos no meio de nós, mas a todos: o nosso avô, nossa avó, nossos irmãos e amigos, nossa companheira, aquele irmão na fé que morreu em Deus.

Hoje, celebramos a participação deles na glória de Deus. Essa festa nos convida a não nos esquecermos de que precisamos ser santos, porque aqueles que já estão na santidade de Deus estão nos esperando, intercedendo por nós, estão nos inflamando: “Não se esqueça do caminho da santidade, porque o seu lugar no Céu. Há um lugar guardado para nós, não podemos perdê-lo.

Esforcemo-nos, irmãos! Vamos dar o melhor, como o atleta que se esforça para dar o seu melhor na Seleção. Nosso lugar, no Céu, está reservado. Precisamos nos empenhar para vivermos a santidade.

Que Deus tende piedade de nós e que todos os santos roguem e intercedam por nós, a fim de que caminhemos na santidade que o Pai deseja.

Deus abençoe você!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s