FESTA DA SAGRADA FACE DO SENHOR

“Aos que me feriam, apresentei as espáduas, e a face àqueles que me puxavam a barba. Não desviei o meu rosto de bofetões e cusparadas. Mas não me senti desonrado porque o Senhor Deus veio em meu auxílio.” Is 50, 6-7

 

Oração do Dia

Ó Pai, que pela Paixão de Cristo nos libertastes da morte contraída pelo pecado, reproduzi em nós o semblante de vosso Filho, para que, destruída a desfigurada imagem do velho Adão, brilhe em nós, por vossa graça, a gloriosa imagem do novo Adão. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Leituras de liturgia Eucarística: Is 50, 4-9; Salmo 30(31); Lc 22, 54-65

 

EVANGELHO: Lc 22, 54-65

Naquele tempo, prenderam Jesus e o levaram, conduzindo-o à casa do Sumo Sacerdote. Pedro acompanhava de longe. Eles acenderam uma fogueira no meio do pátio e sentaram-se ao redor. Pedro sentou-se no meio deles. Ora, uma criada viu Pedro sentado perto do fogo; encarou-o bem e disse: ‘Este aqui também estava com ele!’ Mas Pedro negou: ‘Mulher, eu nem o conheço!’ Pouco depois, um outro viu Pedro e disse: ‘Tu também és um deles.’ Mas Pedro respondeu: ‘Homem, não sou .’ Passou mais ou menos uma hora, e um outro insistia: ‘Certamente, este aqui também estava com ele, porque é galileu!’ Mas Pedro respondeu:

‘Homem, não sei o que estás dizendo!’ Nesse momento, enquanto Pedro ainda falava, um galo cantou. Então o Senhor se voltou e olhou para Pedro. E Pedro lembrou-se da palavra que o Senhor lhe tinha dito:

‘Hoje, antes que o galo cante, três vezes me negarás.’ Então Pedro saiu para fora e chorou amargamente. Profetiza quem foi que te bateu?

Os guardas caçoavam de Jesus e espancavam-no; cobriam o seu rosto e lhe diziam: ‘Profetiza quem foi que te bateu?’ E o insultavam de muitos outros modos.

 

REFLEXÃO

“Hoje, terça-feira que precede o início da Quaresma, a Igreja tem o costume de praticar com fervor particular a devoção à sagrada face do Redentor, em reparação dos tantos pecados cometidos ao longo do Carnaval, pecados com que é ofendida a majestade de Deus e desprezado, com imundícies e blasfêmias, o seu santíssimo amor pelo homens. Embora seja certo que nós, esquecidos do que fazemos, costumamos deixar detrás das costas as faltas cometidas, Deus, para quem todos os tempos são um só instante permanente, tem-nas sempre diantes dos olhos, e por isso não há dúvida de que os pecados em que ainda hoje caímos foram e são a causa das dores suportadas por Cristo durante a sua Paixão. Novamente crucificamos o Filho de Deus e outras tantas vezes o escarnecemos em público (cf. Hb 6, 6), não porque o Senhor reinante no céu possa ainda uma vez padecer as nossas injúrias, mas porque está também nos nossos pecados atuais, e não apenas nos dos homens de seu tempo, o motivo por que Ele se entregou à morte e, naquela terrível noite no Getsêmani, experimentou a tristeza mais profunda e o tédio mais amargo que homem algum jamais sentiu. Mas se a sua Alma santíssima pôde sofrer e carregar os pecados que havíamos de cometer, pôde também consolar-se com a expiação que lhe havíamos de oferecer; e se os nossos pecados futuros puderam, já naquele tempo, desfigurar-lhe o rosto, com tabefes e cusparadas, as consolações que Ele de nós receberia após nos merecer a graça foram-lhe, junto com a do anjo (cf. Lc 22, 43), motivo de enorme contentamento. Preparemo-nos pois com uma boa confissão para esta Quaresma que amanhã tem início; disponhamo-nos com todas as forças para enxugar a face ensanguentada de Nosso Senhor, reparando com jejuns, esmolas e orações as ofensas que tantas vezes lhe lançamos em rosto. Ponhamo-nos, enfim, sob os cuidados de Maria SS. e peçamos-lhe a graça de que os pecados de Carnaval encontrem no Coração de seu Filho a devida purificação e os que, dia após dia, continuamos a ofendê-lo de muitas maneiras possamos finalmente converter-nos de todo coração, para nunca mais tornarmos a cair em falta grave.” Padre Paulo Ricardo, Homilia, 05 mar 2019

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s