E SETEMBRO – SÃO JERÔNIMO, PRESBÍTERO E DOUTOR DA IGREJA

Que as palavras da Escritura estejam sempre em seus lábios, para que, meditando-as dia e noite, te esforces para realizar tudo aquilo que ensinam, e terá sentido e valor a tua vida. LH

Jerônimo nasceu em Estridão (Dalmácia) cercado ano 340. Estudou em Roma e aí foi batizado. Tendo abraçado a vida ascética, partiu para o Oriente e foi ordenado sacerdote. Regressou a Roma e foi secretário do papa Dâmaso. Nesta época começou a revisão das traduções latinas da Sagrada Escritura e promoveu a vida monástica. Mais tarde estabeleceu-se em Belém, onde continuou a tomar parte muito ativa nos problemas e necessidades da Igreja. Escreveu muitas obras, principalmente comentários à Sagrada Escritura. Morreu em Belém no ano 420. LH

Oração do dia

Ó Deus, que destes ao presbítero São Jerônimo profundo amor pela Sagrada Escritura, concedei ao vosso povo alimentar-se cada vez mais da vossa palavra e nela encontrar a fonte da vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Leituras da Liturgia: Ne 8,1-4a.5-6.7b-12; Salmo 18; Lc 10,1-12

Primeira Leitura (Ne 8,1-4a.5-6.7b-12)

Leitura do Livro de Neemias.

Naqueles dias, 1todo o povo se reuniu como um só homem na praça que fica defronte da porta das Águas, e pediu ao escriba Esdras que trouxesse o livro da Lei de Moisés, que o Senhor havia prescrito a Israel. 2O sacerdote Esdras apresentou a Lei diante da assembleia de homens, de mulheres e de todos os que eram capazes de compreender. Era o primeiro dia do sétimo mês. 3Assim, na praça que fica defronte da porta das Águas, Esdras fez a leitura do livro, desde o amanhecer até o meio-dia, na presença dos homens, das mulheres e de todos os que eram capazes de compreender. E todo o povo escutava com atenção a leitura do livro da Lei. 4aEsdras, o escriba, estava de pé sobre um estrado de madeira, erguido para esse fim. 5Estando num lugar mais alto, ele abriu o livro à vista de todo o povo. E, quando o abriu, todo o povo ficou de pé. 6Esdras bendisse o Senhor, o grande Deus, e todo o povo respondeu, levantando as mãos: “Amém! Amém!” Depois inclinaram-se e prostraram-se diante do Senhor, com o rosto em terra. 7bOs levitas explicavam a Lei ao povo, e cada um ficou em seu lugar. 8E leram clara e distintamente o livro da Lei de Deus e explicaram seu sentido, de maneira que se pudesse compreender a leitura. 9O governador Neemias e Esdras, sacerdote e escriba, e os levitas que instruíam o povo disseram a todos: “Este é um dia consagrado ao Senhor, vosso Deus! Não fiqueis tristes nem choreis”, pois todo o povo chorava ao ouvir as palavras da Lei. 10E Neemias disse-lhes: “Ide para vossas casas e comei carnes gordas, tomai bebidas doces e reparti com aqueles que nada prepararam, pois este dia é santo para o nosso Senhor. Não fiqueis tristes, porque a alegria do Senhor será a vossa força”. 11E os levitas acalmavam todo o povo, dizendo: “Ficai tranquilos; hoje é um dia santo. Não vos aflijais!” 12E todo o povo se retirou para comer e beber. Distribuíram também aos outros e expandiram-se em grande alegria, pois haviam entendido as palavras que lhes tinham sido explicadas.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Responsório – Salmo 18

— Os ensinos do Senhor são sempre retos, alegria ao coração.

— Os ensinos do Senhor são sempre retos, alegria ao coração.

— A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma! O testemunho do Senhor é fiel, sabedoria dos humildes.

— Os preceitos do Senhor são precisos, alegria ao coração. O mandamento do Senhor é brilhante, para os olhos é uma luz.

— É puro o temor do Senhor, imutável para sempre. Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente.

— Mais desejáveis do que o ouro são eles, do que o ouro refinado. Suas palavras são mais doces que o mel, que o mel que sai dos favos.

Evangelho (Lc 10,1-12)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1o Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir.

2E dizia-lhes: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos”. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita. 3Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos. 4Não leveis bolsa nem sacola nem sandálias, e não cumprimenteis ninguém pelo caminho! 5Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: ‘A paz esteja nesta casa!’ 6Se ali morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós. 7Permanecei naquela mesma casa, comei e bebei do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário. Não passeis de casa em casa.

8Quando entrardes numa cidade e fordes bem recebidos, comei do que vos servirem, 9curai os doentes que nela houver e dizei ao povo: ‘O Reino de Deus está próximo de vós’.

10Mas, quando entrardes numa cidade e não fordes bem recebidos, saindo pelas ruas, dizei: 11‘Até a poeira de vossa cidade, que se apegou aos nossos pés, sacudimos contra vós. No entanto, sabei que o Reino de Deus está próximo!’ 12Eu vos digo que, naquele dia, Sodoma será tratada com menos rigor do que essa cidade”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão

Com alegria celebramos hoje a memória de São Jerônimo, grande Doutor da Igreja, embora não fosse bispo, mas simplesmente presbítero. Jerônimo é conhecido pelo seu amor às Sagradas Escrituras, e é exatamente por causa da festa dele, no último dia de setembro, que no Brasil dedicamos todo este mês à Bíblia. São Jerônimo viveu no final do século IV, início do V, numa região que hoje seria a Croácia. Naquela época, a região chamava-se Dalmácia. Ele saiu logo cedo da terra natal e foi estudar em Roma, onde se tornou um grande intelectual e de fina erudição, principalmente no uso da língua latina. Ele se converteu, foi batizado — como era o costume na época — já adulto e dedicou-se com afinco à vida de oração e penitência. Como monge, fazia tantos jejuns, que seus discípulos pensaram que ele acabaria morto por causa daqueles excessos. Certa vez, estando doente e quase à beira da morte, ele teve um sonho inesquecível, relatado depois numa carta a Santa Eustóquia. Jerônimo viu-se diante do trono de Deus, pronto para ser julgado. Deus lhe perguntou quem era, e o monge respondeu: “Sou cristão”. Jesus, que presidia ao julgamento, disse-lhe: “Mentes. Tu não és cristão, mas ciceroniano”.

Ora, ninguém duvida da generosidade de São Jerônimo em suas penitências; ele era, quase literalmente, pele e osso. Como é possível então que Jesus lhe apareça para dizer, num julgamento tão cruel, que ele nem cristão era? Onde estava o problema de Jerônimo? Em seu desprezo pelo latim tosco e inelegante da Bíblia, carregado de semitismos às vezes incompreensíveis. Sim, ele cria nas Escrituras, o que não o impedia de sentir por elas certa repugnância literária, pela falta que sentia ali de uma retórica mais ciceroniana, elegante e sofisticada. Jesus, na verdade, não foi cruel com ele, mas profundamente caridoso. Deus sabe do que precisamos para ser santos, e se um passarinho não pode alçar voo se estiver preso por um só fio — quem dirá por mil! —, então é preciso cortar-lhe até esse único. Jerônimo, com todo o rigor de suas penitências, havia-se desprendido de tudo, menos daquilo que lhe era mais caro: seu apego ao próprio gosto literário. O que Jesus quis fazer ao lhe negar até mesmo o nome de cristão foi cortar-lhe o fio restante. Jerônimo massacrava o corpo, lacerado por muitos jejuns, quando o problema não estava no estômago, mas no coração, isto é, sua luta não era mais contra as tentações da carne, mas contra a vaidade e a soberba do espírito.

Deus fez com Jerônimo o que costuma fazer com quase todos os santos: leva-os a largar o pecado, estimula-os à penitência e à oração, mas a certa altura precisa Ele mesmo intervir, de maneira às vezes extraordinária, para mostrar onde está a “reserva técnica” a que a alma não deseja renunciar, aquele fiozinho que ainda prende o pássaro à terra. É esse o fio que Deus quer cortar, mas a alma insiste em cortar todos os outros, menos aquele!… “Deus, eu vos entrego tudo, mas esse aqui a gente deixa para depois” — um depois que nunca chega. Deus não é cruel em pedir-nos por inteiro, porque o que ele quer é que sejamos inteiramente felizes, e isso não será possível se não nos desprendermos das outras coisas. Deus, por assim dizer, é “ciumento”, mas porque sabe que serão felizes aqueles que o amarem, e aos que o amam ele os vai purificando dos afetos terrenos.

Nesse sentido, São Jerônimo é um exemplo extraordinário de fé e de generosidade. Damos graças a Deus pelos “exageros” que lhe inspirou na penitência corporal e, ao mesmo tempo, pela caridade divina com que lhe mostrou que não adianta matar o corpo, se na alma ainda há um apego, aquela “coisinha de nada”. A penitência é, sim, necessária e salutar; mas a maior conversão não é a que emagrece o corpo, mas a que emagrece a alma, que só poderá voar se for leve e não estiver presa por fio algum. (Padre Paulo Ricardo, homilia, 30 setembro 2021)

Fonte: https://padrepauloricardo.org/episodios/um-santo-beletrista

Oração a São Jerônimo

Ó Deus, criador do universo, que vos revelastes aos homens, através dos séculos, pela Sagrada Escritura, e levastes a vosso servo São Jerônimo a dedicar a sua vida ao estudo e à meditação da Bíblia, dai-me a graça de compreender com clareza a vossa palavra quando leio a Bíblia.
São Jerônimo, iluminai e esclarecei a todos os adeptos das seitas evangélicas para que eles compreendam as Escrituras, e se dêem conta de que contradizem a religião Católica e a própria Bíblia, porque eles se baseiam em princípios pagãos e superticiosos.
São Jerônimo, ajudai-nos a considerar o ensinamento que nos vem da Bíblia acima de qualquer outra doutrina, já que é a palavra e o ensinamento do próprio Deus. Fazei que todos os homens aceitem e sigam a orientação do nosso Pai comum expressa nas Sagradas Escrituras.
São Jerônimo, rogai por nós.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s