25 DE JANEIRO – CONVERSÃO DE SÃO PAULO

Ao peso do mal vergados,

São Paulo, por ti clamamos;

da graça o penhor eterno,

que salva, te suplicamos.

Outrora oprimindo a Igreja,

tocou-te o divino amor.

E aqueles que perseguias

abraças qual defensor.

Liturgia das horas, Hino

Sei em quem acreditei; e estou certo de que o justo juiz conservará a minha fé até o dia de sua vinda (2Tm 1,12; 4,8). LD

Oração do dia

Ó Deus, que instruístes o mundo inteiro pela pregação do apóstolo São Paulo, dai-nos, ao celebrar hoje sua conversão, caminhar para vós seguindo seus exemplos, e ser no mundo testemunhas do Evangelho. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. (Liturgia das Horas)

Primeira Leitura (At 22,3-16)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, Paulo disse ao povo: 3“Eu sou judeu, nascido em Tarso da Cilícia, mas fui criado aqui nesta cidade. Como discípulo de Gamaliel, fui instruído em todo o rigor da Lei de nossos antepassados, tornando-me zeloso da causa de Deus, como acontece hoje convosco. 4Persegui até à morte os que seguiam este Caminho, prendendo homens e mulheres e jogando-os na prisão. 5Disso são minhas testemunhas o Sumo Sacerdote e todo o conselho dos anciãos. Eles deram-me cartas de recomendação para os irmãos de Damasco. Fui para lá, a fim de prender todos os que encontrasse e trazê-los para Jerusalém, a fim de serem castigados. 6Ora, aconteceu que, na viagem, estando já perto de Damasco, pelo meio dia, de repente uma grande luz que vinha do céu brilhou ao redor de mim. 7Caí por terra e ouvi uma voz que me dizia: ‘Saulo, Saulo, por que me persegues?’ 8Eu perguntei: ‘Quem és tu, Senhor?’ Ele me respondeu: ‘Eu sou Jesus, o Nazareno, a quem tu estás perseguindo’. 9Meus companheiros viram a luz, mas não ouviram a voz que me falava. 10Então perguntei: ‘Que devo fazer, Senhor?’ O Senhor me respondeu: ‘Levanta-te e vai para Damasco. Ali te explicarão tudo o que deves fazer’. 11Como eu não podia enxergar, por causa do brilho daquela luz, cheguei a Damasco guiado pela mão dos meus companheiros. 12Um certo Ananias, homem piedoso e fiel à Lei, com boa reputação junto de todos os judeus que aí moravam, 13veio encontrar-me e disse: ‘Saulo, meu irmão, recupera a vista!’ No mesmo instante, recuperei a vista e pude vê-lo. 14Ele, então, me disse: ‘O Deus de nossos antepassados escolheu-te para conheceres a sua vontade, veres o Justo e ouvires a sua própria voz. 15Porque tu serás a sua testemunha diante de todos os homens, daquilo que viste e ouviste. 16E agora, o que estás esperando? Levanta-te, recebe o batismo e purifica-te dos teus pecados, invocando o nome dele!’”

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Salmo 116)

— Ide, por todo o mundo, a todos pregai o Evangelho.

— Ide, por todo o mundo, a todos pregai o Evangelho.

— Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, povos todos, festejai-o!

— Pois comprovado é o seu amor para conosco, para sempre ele é fiel!

Evangelho (Mc 16,15-18)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus se manifestou aos onze discípulos, 15e disse-lhes: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura! 16Quem crer e for batizado será salvo. Quem não crer será condenado. 17Os sinais que acompanharão aqueles que crerem serão estes: expulsarão demônios em meu nome, falarão novas línguas; 18se pegarem em serpentes ou beberem algum veneno mortal não lhes fará mal algum; quando impuserem as mãos sobre os doentes, eles ficarão curados”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

REFLEXÃO

“Tem a conversão de São Paulo Apóstolo, cuja festa celebra hoje a Igreja Católica, uma semelhança e duas diferenças em relação às conversões ordinárias: a primeira se refere à natureza, e as últimas ao modo da conversão. A semelhança consiste em que tanto em uma como nas outras é Deus quem nos converte, ao levar a ato a graça suficiente com que já vinha chamando a si nossa alma pecadora. Denomina-se suficiente, com efeito, a graça a que podemos consentir e em virtude da qual, antes mesmo de respondermos, já nos falava Deus ao coração; chama-se eficaz, por outro lado, a graça a que de fato consentimos e pela qual Deus finalmente nos conquista o coração. Era suficiente, pois, a graça com que Deus chamava a si o perseguidor dos cristãos: “Saulo, Saulo, por que me persegues?” (At 9, 4), e eficaz a graça que o fez render-se a Cristo: “Senhor, que queres que eu faça?” (At 9, 6). É suficiente a graça com que Deus nos estende as mãos, sendo nós inimigos seus: “Estendia constantemente as mãos a uma nação indócil e rebelde” (Is 65, 2), e eficaz a graça com que finalmente nos puxa pelos braço, tornando-nos amigos seus: “Sua mão está estendida, quem o fará retirá-la?” (Is 14, 27). As diferenças estão em que, apesar de serem sobrenaturais todas as conversões, a de Paulo foi milagrosa, ao passo que a nossa se dá no curso ordinário da Providência; a de Paulo, ademais, foi instantânea, enquanto a nossa é quase sempre gradual. Foi milagrosa a conversão de Paulo, com efeito, porque se deu sem nenhuma ocasião humana, mas por intervenção direta e extraordinária de Deus: “Cercou-ou uma luz resplandecente vinda do céu e, caindo por terra, ouviu uma voz” (At 9, 3s); a nossa, ao contrário, Deus a realiza muita vez por intermédio de causas segundas, como a pregação da Igreja, o exemplo dos santos, a harmonia e beleza da doutrina cristã, as provações pessoais etc. Foi instantânea, enfim, a conversão de Paulo, porque num átimo Deus o converteu de ferrenho perseguidor a zeloso pregador do Evangelho: “No mesmo instante, caíram dos olhos de Saulo umas como que escamas […], e imediatamente começou a proclamar pelas sinagogas que Jesus é o Filho de Deus” (At 9, 18.20); a nossa, por sua vez, se vai aperfeiçoando e aprofundando com o tempo, até que, tendo-nos despojado por completo do homem velho, nos revistamos plenamente de Jesus Cristo, conformados pela santidade à imagem daquele que é imagem substancial do Pai.” (Padre Paulo Ricardo, Homilia diária, 25 janeiro 2022)

Fonte: https://padrepauloricardo.org/episodios/uma-conversao-milagrosa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s