30º DOMINGO DO TEMPO COMUM – ANO A

1064

Leituras da liturgia eucarística: Êx 22,20-26; Sl 17; 1Ts 1,5c-10; Mt 22,34-40

 EVANGELHO: Mt 22,34-40

mt22_30-40Naquele tempo, os fariseus ouviram dizer que Jesus tinha feito calar os saduceus. Então eles se reuniram em grupo, e um deles perguntou a Jesus, para experimentá-lo: “Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?”

Jesus respondeu: “‘Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento!’ Esse é o maior e o primeiro mandamento. O segundo é semelhante a esse: ‘Amarás ao teu próximo como a ti mesmo’. Toda a Lei e os profetas dependem desses dois mandamentos”.

 REFLEXÃO

Sobre as leituras da liturgia eucarística de hoje, disse-nos o Papa Emérito Bento XVI:

“As leituras que a liturgia oferece hoje à nossa meditação recordam-nos que a plenitude da Lei, como de todas as Escrituras divinas, é o amor. Portanto quem pensa que compreendeu as Escrituras, ou pelo menos uma parte delas, sem se comprometer a construir, mediante a sua inteligência, o dúplice amor de Deus e do próximo, na realidade demonstra que ainda está longe de ter compreendido o seu sentido profundo. Mas como pôr em prática este mandamento, como viver o amor de Deus e dos irmãos sem um contato vivo e intenso com as Sagradas Escrituras? O Concílio Vaticano II afirma que “é necessário que os fiéis tenham amplo acesso à Sagrada Escritura” (Const. Dei Verbum, 22), para que as pessoas, encontrando a verdade, possam crescer no amor autêntico. Trata-se de uma exigência hoje indispensável para a evangelização. E dado que com frequência o encontro com a Escritura corre o risco de não ser “um facto” de Igreja, mas exposto ao subjetivismo e à arbitrariedade, torna-se indispensável uma promoção pastoral robusta e crível do conhecimento da Sagrada Escritura, para anunciar, celebrar e viver a Palavra na comunidade cristã, dialogando com as culturas do nosso tempo, pondo-se ao serviço da verdade e não das ideologias atuais e fomentando o diálogo que Deus quer ter com todos os homens (cf. ibid., 21). Para esta finalidade deve ser dada a máxima atenção à preparação dos pastores, destinados depois à necessária ação de difundir a prática bíblica com subsídios oportunos. Devem ser encorajados os esforços em ato para suscitar o movimento bíblico entre os leigos, a formação dos animadores de grupos, com particular atenção aos jovens. Deve ser apoiado o esforço de fazer conhecer a fé através da Palavra de Deus também a quem está “afastado” e sobretudo a quantos estão em busca sincera do sentido da vida.” (Trecho da Homilia do Papa Emérito Bento XVI, de 26 de outubro de 2008)

ORAÇÃO

Deus eterno e todo-poderoso, aumentai em nós a fé, a esperança e a caridade e dai-nos amar o que ordenais para conseguirmos o que prometeis. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém. (Oração das Horas)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s