DOMINGO DE RAMOS

2domingoderamos

Bendito o que vem em nome do Senhor, Rei de Israel (Jo 12,13)

 

ORAÇÃO DO DIA

Deus eterno e todo-poderoso, para dar aos homens um exemplo de humildade, quisestes que o nosso salvador se fizesse homem e morresse na cruz. Concedei-nos aprender o ensinamento da sua paixão e ressuscitar com ele em sua glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Leituras da liturgia eucarística: Is 50,4-7; Sl 21; Fl 2,6-11; Mc 11,1-10

 

EVANGELHO: Mc 11,1-10

Y2745874-0

Naquele tempo, quando se aproximaram de Jerusalém, na altura de Betfagé e de Betânia, junto ao monte das Oliveiras, Jesus enviou dois discípulos, dizendo: “Ide até o povoado que está em frente e, logo que ali entrardes, encontrareis amarrado um jumentinho que nunca foi montado. Desamarrai-o e trazei-o aqui! Se alguém disser: ‘Por que fazeis isso?’, dizei: ‘O Senhor precisa dele, mas logo o mandará de volta’”.

Eles foram e encontraram um jumentinho amarrado junto de uma porta, do lado de fora, na rua, e o desamarraram.

Alguns dos que estavam ali disseram: “O que estais fazendo, desamarrando esse jumentinho?”

Os discípulos responderam como Jesus havia dito, e eles permitiram. Levaram então o jumentinho a Jesus, colocaram sobre ele seus mantos, e Jesus montou.

Muitos estenderam seus mantos pelo caminho, outros espalharam ramos que haviam apanhado nos campos. Os que iam na frente e os que vinham atrás gritavam: “Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor! Bendito seja o reino que vem, o reino de nosso pai Davi! Hosana no mais alto dos céus!”

 

REFLEXÃO

A festiva entrada em Jerusalém é a homenagem espontânea do povo a Jesus que se encaminha, através da paixão e morte, para a plena manifestação de sua Realeza divina. Não podia, aquela multidão entusiasta, captar todo o alcance de seu gesto, mas a comunidade dos fiéis que hoje o repete pode perceber-lhe o profundo significado. “Sois o Rei de Israel, o nobre Filho de Davi, vós que vindes, Rei bendito, em nome do Senhor… Assim vos aclamavam às vésperas de vossa morte; hoje celebramos vossa glória, Rei eterno” (Missal Romano).