ORAÇÕES A NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

paroquia-nossa-senhora-de-fatima-1

Um dos insistentes pedidos de Nossa Senhora de Fátima foi este: “Rezem o terço todos os dias”.

 

I

Santíssima Virgem Maria, que nos montes de Fátima Vos dignastes revelar a três humildes pastorinhos os tesouros de graças contidos na prática do vosso Santo Rosário, incuti profundamente em minha alma o apreço com que devo Ter a essa devoção, para Vós tão querida, a fim de que aproveite de seus preciosos frutos.  Volvei, ó Maria, Vossos olhos cheios de piedade sobre mim, que tanto preciso de vosso auxílio; mostrai a mim como a outros tendes mostrado, que sois verdadeira Mãe de misericórdia, enquanto eu de todo coração Vos saúdo e Vos invoco com minha soberana e Rainha do Santíssimo Rosário. Nossa Senhora, rogai por nós. Amém.

II

Ó Virgem de Fátima, Vós que desejais a paz verdadeira, trazida por vosso Filho Jesus, e que não vos cansais de velar por vossos filhos e filhas, suplicai a Deus por nós, para que nos restitua a esperança de um convívio familiar pacífico e harmonioso. Vós, ó Senhora da esperança, que aparecestes aos três pastorinhos em Fátima, confiando-lhes vossas preocupações com a paz em um mundo que ardia em ódio e descrença, fazei que nós também, seguindo o exemplo de vossos leais mensageiros, nos tornemos solícitos orantes da paz e do perdão. Eliminai, ó Senhora, todo ódio e sentimentos de vingança que envenenam as relações de pessoas, grupos e sociedades. Nossa Senhora de Fátima, dai-nos a paz! Amém.

III

Santíssima Virgem, que nos montes de Fátima vos dignastes revelar aos três pastorinhos os tesouros de graças que podemos alcançar, rezando o Santo Rosário, ajudai-nos a apreciar sempre mais esta santa oração, a fim de que, meditando os mistérios da nossa redenção, alcancemos as graças que insistentemente vos pedimos (pedir a graça). Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem. Nossa Senhora do Rosário de Fátima, rogai por nós.

 

IV

Santíssima Virgem, que nos montes de Fátima vos dignastes revelar a três pastorinhosos tesouros de graças contidos na prática do vosso Santo Rosário, incuti profundamente em nossa alma o apreço em que devemos ter esta devoção, a vós tão querida, a fim de que, meditando os mistérios da Redenção, que neles se comemoram, nos aproveitemos de seus preciosos frutos e alcancemos a graça (pede-se a graça) que vos pedimos, se for para a glória de Deus e proveito de nossas almas. Assim seja. Pai-nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai.

 

V

(na doença)

Mãe Santíssima, que tendes querido aparecer em Fátima, para avivar a nossa confiança em vosso amor e poder, vinde em nosso auxílio nesta enfermidade que a Divina Providência nos envia. Alcançai-nos a graça de conformidade completa com a santíssima vontade de Deus e a saúde perfeita, se assim lhe aprouver, para que, gozando da paz e de toda a tranquilidade, o possamos servir fielmente, todos os dias de nossa vida. Em vós, Mãe amorosíssima, depositamos toda a nossa confiança de sermos por vós atendidos bondosamente, de modo que bem depressa vos possamos vir agradecer, como filhos e servos vossos. Amém. Três Ave-Marias

 

VI

Ó Maria, que em Fátima nos tendes revelado o vosso Coração Imaculado, fonte dos mais preciosos ensinamentos e das mais eficazes graças, eis-nos aqui aos vossos pés, humildes e confiantes, ansiosos de ser por vós introduzidos no amor sempre mais ardente do nosso Deus, certos de ser benignamente atendidos em nossas necessidades pelo vosso amor de Mãe e pelo vosso poder de excelsa Rainha dos Céus. Ave Maria. Amém!

 

VII

Mãe de Fátima, vós que nos ensinastes, por meio destas humildes crianças, a realizar os serviços mais simples e a enfrentar as pequenas dificuldades de cada dia, dai-nos a coragem de nunca desanimar, sobretudo quando as forças começarem a faltar. Amém!

 

VIII

Ó Santíssima Virgem Maria, Rainha do Rosário e Mãe de Misericórdia, que vos dignastes manifestar em Fátima a ternura de vosso Imaculado Coração trazendo-nos mensagens de salvação e de paz, confiados em vossa misericórdia maternal e agradecidos das bondades de vosso amantíssimo coração, vimos a vossos pés para render-vos o tributo de nossa veneração e amor. Concedei-nos as graças de que necessitamos para cumprir fielmente vossa mensagem de amor, e a que vos pedimos agora, se forem elas para maior glória de Deus, honra vossa e proveito de nossas almas. Assim seja!

AS CINCO ORAÇÕES REVELADAS POR NOSSA SENHORA ÀS CRIANÇAS NAS APARIÇÕES DE FÁTIMA

As aparições de um anjo e de Nossa Senhora a três crianças pobres em Fátima, Portugal, no início do século XX, é um dos milagres mais famosos do mundo católico.
As crianças receberam muitas mensagens, principalmente pedindo conversão pessoal e oração, bem como as palavras de 5 novas orações.
A primeira oração é a que muitos católicos provavelmente já estão familiarizados, mas as outras 4 não são tão conhecidas.

Aqui estão as 5 orações dadas às crianças em Fátima:

1) Oração de Fátima / Oração da Dezena do terço
“Ó meu Jesus, perdoai-nos os nossos pecados, livrai-nos do fogo do inferno, levai todas as almas ao Céu, especialmente as mais necessitadas da Tua misericórdia.”
Maria disse às crianças que as pessoas deveriam acrescentar esta oração ao final de cada dezena do Rosário.

2) A oração de perdão
“Meu Deus, eu creio, eu adoro, espero e te amo! Peço perdão por todos aqueles que não creem, não adoram, não esperam e não te amam”.
Esta oração foi dada às crianças pelo anjo que as visitou em 1916, um ano antes de Maria lhes aparecer.

3) A oração do anjo

“Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, adoro-Vos profundamente e ofereço-Vos o Preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo, presente em todos os sacrários da Terra, em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido. E pelos méritos infinitos do seu Santíssimo Coração e do Coração Imaculado de Maria, peço-Vos a conversão dos pobres pecadores.”
Esta é outra oração dada a eles pelo anjo. Havia uma hóstia e um cálice eucarísticos suspensos no ar, e o anjo os conduziu ajoelhados diante dela e orando esta oração.

4) A Oração Eucarística
“Santíssima Trindade, eu Te adoro! Meu Deus, meu Deus, eu Te amo no Santíssimo Sacramento.”
Quando Maria apareceu às crianças pela primeira vez em 13 de maio de 1917, ela disse: “Vocês passarão por muitos sofrimentos, mas a graça de Deus será o vosso conforto.”

De acordo com Lúcia, uma das crianças, uma luz brilhante irradiava ao seu redor, e sem pensar nisso, eles começaram a recitar essa oração.

5) A Oração do Sacrifício
“Ó Jesus, é por amor de Ti, em reparação pelas ofensas cometidas contra o Imaculado Coração de Maria, e pela conversão dos pobres pecadores [que eu faço isto]”.
Maria deu às crianças esta oração, assim como a Oração de Fátima, em 13 de junho de 1917. A oração é destinada a ser recitada quando você está oferecendo sofrimento a Deus.

Fonte: pt.churchpop.com

ORAÇÕES À NATIVIDADE DE NOSSA SENHORA

blogger-image-519314952

I

Abri, ó Deus, para os vossos servos e servas os tesouros da vossa graça; e assim como a maternidade de Maria foi a aurora da salvação, a festa de seu nascimento aumente em nós a vossa paz. Por nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo.

 

II

Oh! Maria santíssima! Eleita e destinada ao eterno pela augustíssima Trindade para Mãe do unigênito Filho do Pai, anunciada pelos profetas, esperada dos Patriarcas, e desejada de todas as gentes; Sacrário e templo vivo do Espírito Santo, sol sem mancha, porque fostes concebida sem pecado original, Senhora do céu e da terra, Rainha dos anjos; nós humildemente prostrados vos veneramos e nos alegramos da solene comemoração anual de vosso felicíssimo nascimento; e, do mais íntimo de nosso Coração, vos suplicamos que vos digneis benigna vir a nascer espiritualmente em nossas almas, para que, cativadas estas por vossa amabilidade e doçura, vivam sempre unidas a vosso dulcíssimo e amabilíssimo coração. Amém

 

III

Oh! Graciosíssima menina! que com vosso feliz Nascimento haveis consolado ao mundo, alegrado ao céu e aterrado ao inferno; Haveis dado ajuda aos caídos, esperança aos tristes, saúde aos enfermos e alegria a todos; suplicamos-vos com os mais fervorosos afetos que renasceis espiritualmente com vosso Santo amor em nossas almas; renovai nosso espírito para que vos sirvamos, acendei de novo nosso coração para que vos amemos; e fazei florescer em nós aquelas virtudes com as quais possamos fazer-nos sempre mais agradáveis a vossos benigníssimos olhos. Oh! Maria! Fazei-nos experimentar os saudáveis efeitos de vosso suavíssimo nome; sirva-nos a invocação deste nome de alívio nos trabalhos, de esperança nos perigos, de escudo nas tentações, de alimento na morte. Seja o nome de Maria como mel na boca, a melodia no ouvido, e o júbilo no coração. Assim seja!

IV

Oração à Nossa Senhora Menina:

Flor de Primavera, Lírio de Pureza, doce Ventre de Ana que guardou o Coração da Mãe de Deus. Maria, beleza infantil, coração de criança, alma delicada que todos os anjos veneram, sede a minha inspiração, Menina Pura de Deus, sede a minha força. Encanto do Espírito Santo, sede para mim a Luz que me leva ao céu. Maria, menina, ensina-me a amar a Deus como tu o amastes desde a mais tenra idade. Orgulho do Filho de Deus, rogai por mim e obtenha de Deus a pureza de criança para a minha alma. Amém.

(Extraído de informações fornecidas pelas Irmãs. Imprimatur: Na Curia Arch Mediolani morrer 14-1-196; Theresius Ferraroni)

 

OUTROS:

SERMÃO

“Quereis saber quão feliz, quão alto é e quão digno de ser festejado o Nascimento de Maria? Vede o para que nasceu. Nasceu para que dEla nascesse Deus. (…) Perguntai aos enfermos para que nasce esta celestial Menina, dir-vos-ão que nasce para Senhora da Saúde; perguntai aos pobres, dirão que nasce para Senhora dos Remédios; perguntai aos desamparados, dirão que nasce para Senhora do Amparo; perguntai aos desconsolados, dirão que nasce para Senhora da Consolação; perguntai aos tristes, dirão que nasce para Senhora dos Prazeres; perguntai aos desesperados, dirão que nasce para Senhora da Esperança. Os cegos dirão que nasce para Senhora da Luz; os discordes, para Senhora da Paz; os desencaminhados, para Senhora da Guia; os cativos, para Senhora do Livramento; os cercados, para Senhora da Vitória. Dirão os pleiteantes que nasce para Senhora do Bom Despacho; os navegantes, para Senhora da Boa Viagem; os temerosos da sua fortuna, para Senhora do Bom Sucesso; os desconfiados da vida, para Senhora da Boa Morte; os pecadores todos, para Senhora da Graça; e todos os seus devotos, para Senhora da Glória. E se todas estas vozes se unirem em uma só voz, dirão que nasce para ser Maria e Mãe de Jesus” (Pe. Antônio Vieira, Sermão do Nascimento da Mãe de Deus).”

 

EXALTAÇÕES

I

Quão nobre, excelso, glorioso foi o vosso nascimento, ó bem-aventurada Maria!… Que cúmulo de graças derrama sobre vós, neste dia, Deus Pai!. Vejo o Verbo Eterno acorrer, ele próprio, para consagra seu tabernáculo e enriquecê-lo de tesouros celestes com generosidade ilimitada, porque ele quer, ó bem-aventurada menina, aurora de nossa redenção, quer que desde o vosso nascimento sejais digna dele e sintais o imenso dom de terdes um Filho que é, ao mesmo tempo, o autor de vosso nascimento. Quem não se sente perturbado ante a visão de semelhantes prodígios? Não digo que palavras, mas até que pensamentos poderiam elevar-se tão alto que conseguissem exprimir perfeitamente a honra, a majestade da Mãe de Deus?

Passou, portanto, a noite, aproxima-se o dia… este bem-aventurado e glorioso dia há tantos séculos prometido à pobre natureza humana!… Já começa a brilhar o dia de Jesus e já saboreamos sua benéfica luz… em vós, ó Maria, já sua luz resplandece desde o vosso nascimento, pois já em vós se vê a isenção do pecado, a plenitude da graça. Sois fonte rica, sem medida, de caridade para com todos os homens, pois que todos somos pecadores. (B. Bossuet, Nascimento da Virgem 2,1; 3, exórdio, in La Madonna, p.150.164)

 

II

Ó Maria, sois a criatura que conheceu o dom de Deus, e dEle nenhuma gota perdeu. Tão pura e luminosa sois que pareceis a própria luz! “Espelho de justiça”: tão simples e perdida em Deus foi vossa vida que quase impossível é falarmos dela! “Virgem fiel”: sois a Virgem fiel, “a que guardava todas as coisa no coração”. No segredo do templo, tão pequenina permanecestes e tão recolhida na presença de Deus, que sobre vós atraístes as complacências da Santíssima Trindade. “Porque se dignou o Senhor volver o olhar para a pequenez de sua serva, todas as gerações me chamarão bem-aventurada!”

Inclinando-se o Pai sobre vós, criatura tão bela que ignoráveis completamente vossa própria beleza, quis que fôsseis no tempo a Mãe daquele de quem é Pai na eternidade. Intervém então o Espírito de Amor, que preside a todas as operações de Deus; e vós, ó Virgem, dissestes vosso “Fiat”: “Eis a serva do senhor, faça-se em mim segundo a vossa palavra”. Realizou-se, nesse momento, o maior dos mistérios e, pela encarnação do Verbo, vós, ó Maria, fostes, para sempre, a presa de Deus! (Isabel da Trindade, 1 Retiro 10,1).

As 15 ORAÇÕES DE SANTA BRÍGIDA A JESUS

AS 15 ORAÇÕES REVELADAS POR JESUS À SANTA BRÍGIDA NA IGREJA DE SÃO PAULO EM ROMA

Estas orações foram APROVADAS pelo PAPA PIO IX em 31/05/1862, que as reconheceu como autênticas e de grande proveito para as almas.

VEJA AS PROMESSAS DE JESUS

Como já há muito tempo Santa Brígida desejasse saber o número de golpes que Jesus levara durante a Paixão, certo dia Ele lhe apareceu dizendo:

“Recebi em todo o Meu Corpo 5.480 golpes. Se desejais honras as chagas que eles ME produziram, mediante uma veneração particular, deveis recitar 15 Pai Nossos e 15 Ave-Marias, acrescentando as seguintes orações, durante um ano inteiro; quando o ano terminar, tereis prestado homenagem a cada uma das Minhas Chagas. Quem recitar estas oração durante um ano inteiro conseguirá livrar do Purgatório 15 almas de sua família, 15 justos também de sua linhagem serão conservados em graça e 15 pecadores de sua família serão convertidos.

A pessoa que as recitar será elevada ao mais eminente grau de perfeição e 15 dias antes da sua morte Eu lhe darei meu Precioso Corpo, para que ela seja livre da fome eterna. Eu lhe darei também de beber o Meu Precioso Sangue, a fim de que não padeça sede eternamente e 15 dias antes da morte ela experimentará uma profunda contrição de todos os seus pecados e um perfeito conhecimento deles. Diante dela colocarei o sinal da Minha Cruz vitoriosa como socorro e defesa contra os embustes dos seus inimigos.

Antes da sua morte, Eu virei em companhia de Minha muito cara e bem amada Mãe, para receber a sua alma e conduzi-la às alegrias eternas. E tendo-a levado até lá, Eu lhe darei a beber um trago singular da fonte da Minha Divindade, o que não farei, absolutamente, a outros que não tenham recitado as Minhas Orações.

Aquele que disser estas Orações pode estar seguro de ser associado ao supremo coro dos Anjos e todo aquele que as ensinar a alguém, terá assegurado para sempre sua felicidade e seus méritos. Sim, eles serão estáveis e durarão perpetuamente.

No lugar onde se encontrarem e onde forem recitadas essas Orações, Deus estará também presente com as Suas Graças”.

Todos esses privilégios foram prometidos a Santa Brígida por Nosso Senhor Crucificado com a condição de que as orações fossem recitadas diariamente. São, igualmente, prometidas a todos os que as recitarem, devotamente, durante um ano inteiro.

Pergunta: É necessário recitá-las sem interrupção?

Resposta: Faltar o menos possível. Todavia devemos recuperá-las, se por força maior não as pudermos rezar em um dia. Devemos recitá-las 365 vezes dentro de um ano, com devoção, esforçando-nos para penetrar no sentido profundo das palavras que vamos pronunciando.

OBS:

  1. É bom rezar sempre a intenção antes de cada oração:
  2. Não precisa ler este cabeçalho com as promessas de Jesus todos os dias;
  3. É preciso rezar todas as orações a cada dia, durante um ano inteiro.
  4. Se a pessoa vier a falecer durante este período, o mérito lhe será conferido;
  5. Nunca tenha medo que algo lhe acontecerá de mal se você as rezar;
  6. As intenções indicadas antes de cada uma das orações são de Nossa Senhora.

 

REZE ASSIM:

Comece, sempre, com o Sinal da Cruz!

+ Pelo sinal da Santa Cruz

+Livrai-nos Deus Nosso Senhor

+ Dos nossos inimigos. Em Nome do PAI, do FILHO e do ESPÍRITO SANTO. Amém.

Faça uma oração inicial ao Espírito Santo e depois diga:

 

Depois diga:

1ª ORAÇÃO: Pelos Sacerdotes, freiras e religiosos.

Reze um Pai Nosso e  uma Ave Maria

Ó JESUS CRISTO, doçura eterna para aqueles que vos amam, alegria que ultrapassa toda a alegria e todo o desejo, esperança de salvação dos pecadores, que declarastes não terdes maior contentamento do que estar entre os homens, até o ponto de assumir a nossa natureza, na plenitude dos tempos, por amor deles. Lembrai-Vos dos sofrimentos, desde o primeiro instante da Vossa Conceição e sobretudo durante a Vossa Santa Paixão, assim como havia sido decretado e estabelecido desde toda a eternidade na mente divina. Lembrai-Vos Senhor, que, celebrando a Ceia com os Vossos discípulos, depois de lhes haverdes lavado os pés, deste-lhes o Vosso Sagrado Corpo e precioso Sangue e, consolando-os docemente lhes predissestes a Vossa Paixão iminente. Lembrai-Vos da tristeza e da amargura que experimentastes em Vossa Alma como o testemunhastes Vós mesmo por estas palavras: “a Minha Alma está triste até a morte”. Lembrai-Vos, Senhor, dos temores, angustias e dores que suportastes em Vosso Corpo delicado, antes do suplício da Cruz, quando, depois de ter rezado por três vezes, derramado um suor de Sangue, fostes traído por Judas Vosso discípulo, preso pela nação que escolhestes, acusado por testemunhas falsas, injustamente julgado por três juízes, na flor da Vossa juventude e no tempo solene da Páscoa. Lembrai-Vos que fostes despojado de Vossas vestes e revestido com as vestes da irrisão, que Vos velaram os olhos e a face, que Vos deram bofetadas, que Vos coroaram de espinhos, que Vos puseram uma cana na mão e que, atado a uma coluna, fostes despedaçado por golpes e acabrunhado de afrontas e ultrajes. Em memória destas penas e dores que suportastes antes da Vossa Paixão sobre a Cruz, concedei-me, antes da morte, uma verdadeira contrição, a oportunidade de me confessar com pureza de intenção e sinceridade absoluta, uma adequada satisfação e a remissão de todos os meus pecados. Assim seja!

2ª ORAÇÃO: Pelos trabalhadores em Geral

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, verdadeira liberdade dos Anjos, paraíso de delícias, lembrai-Vos do peso acabrunhador de tristezas que suportastes, quando Vossos inimigos, quais leões furiosos, Vos cercaram e, por meio de mil injúrias, escarros, bofetadas, arranhões e outros inauditos suplícios Vos atormentaram a porfia. Em consideração destes insultos e destes tormentos, eu Vos suplico, ó meu Salvador, que Vos digneis libertar-me dos meus inimigos, visíveis e invisíveis e fazer-me chegar, com o Vosso auxílio a perfeição da salvação eterna. Assim seja!

3ª ORAÇÃO: Pelos presos

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, Criador do Céu e da terra, a quem coisa alguma pode conter ou limitar, Vós que tudo abarcais e tendes tudo sob o Vosso poder, lembrai-Vos da dor, repleta de amargura, que experimentastes quando os soldados, pregando na Cruz Vossas Sagradas mãos e Vossos pés tão delicados, trespassaram-nos com grandes e rombudos cravos e não Vos encontrando no estado em que teriam desejado, para dar largas a sua cólera, dilataram as Vossas Chagas, exacerbando assim as Vossas dores. Depois, por uma crueldade inaudita, Vos estenderam sobre a Cruz e Vos viraram de todos os lados, deslocando, assim, os Vossos membros. Eu vos suplico, pela lembrança desta dor que suportastes na Cruz, com tanta santidade e mansidão, que Vos digneis conceder-me o Vosso Temor e o Vosso Amor. Assim seja!

4ª ORAÇÃO: Pelos doentes

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, médico celeste, que fostes elevado na Cruz a fim de curar as nossas chagas por meio das Vossas, lembrai-Vos do abatimento em que Vos encontrastes e das contusões que Vos infligiram em Vossos Sagrados membros, dos quais nenhum permaneceu em seu lugar, de tal modo que dor alguma poderia ser comparada a Vossa. Da planta dos pés até o alto da cabeça, nenhuma parte do Vosso Corpo esteve isenta de tormentos e, entretanto, esquecido dos Vossos sofrimentos, não Vos cansastes de suplicar a Vosso PAI, pelos inimigos que Vos cercavam, dizendo-LHE: “PAI, perdoai-lhes porque não sabem o que fazem”. Por esta grande misericórdia e em memória desta dor, fazei com que a lembrança da Vossa Paixão, tão impregnada de amargura, opere em mim uma perfeita contrição e a remissão de todos os meus pecados. Assim seja!

5ª ORAÇÃO: Pelos funcionários dos hospitais

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, espelho do esplendor eterno. Lembrai-Vos da tristeza que sentistes, quando, contemplando a luz da Vossa Divindade a predestinação daqueles que deveriam ser salvos pelos méritos da Vossa santa paixão, contemplastes, ao mesmo tempo, a multidão dos réprobos, que deveriam ser condenados por causa dos seus pecados e lastimastes, amargamente, a sorte destes infelizes pecadores, perdidos e desesperados. Por este abismo de compaixão e de piedade e, principalmente, pela bondade que manifestastes ao bom ladrão dizendo-lhe: “Hoje mesmo estarás Comigo no Paraíso”, eu Vos suplico ó Doce Jesus, que na hora da minha morte useis de misericórdia para comigo. Assim seja!

6ª ORAÇÃO: Pelas famílias

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, Rei amável e de todo desejável, lembrai-vos da dor que experimentastes quando, nu e como um miserável, pregado e levantado na Cruz, fostes abandonado por todos os vossos parentes e amigos, com excepção de Vossa mãe bem amada, que permaneceu, em companhia de São João, muito fielmente junto de Vós na agonia, lembrai-Vos que os entregastes um ao outro dizendo: “Mulher eis ai o teu filho”! e a João: “Eis ai a tua Mãe!”Eu vos suplico, ó meu Salvador, pela espada de dor que então trespassou a alma de Vossa Santa Mãe, que tenhais compaixão de mim, em todas as minhas angustias e tribulações, tanto corporais como espirituais e que Vos digneis assistir-me nas provações que me sobrevierem, sobretudo na hora da minha morte. Assim seja!

7ª ORAÇÃO: Contra a luxúria

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, fonte inexaurível de piedade, que por uma profunda ternura de amor, dissestes sobre a Cruz: “Tenho sede!”, mas sede de salvação do gênero humano. Eu Vos suplico, ó meu Salvador, que Vos digneis estimular o desejo que meu coração experimenta de tender a perfeição em todas as minhas obras e extinguir, por completo, em mim, a concupiscência carnal e o ardor dos desejos mundanos. Assim seja!

8ª ORAÇÃO: Pelas crianças e jovens

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, doçura dos corações, suavidade dos espíritos, pelo amargo sabor do fel e do vinagre que provastes sobre a Cruz por amor de todos nós, concedei-me a graça de receber dignamente o Vosso Corpo e Vosso Preciosíssimo Sangue, durante toda a minha vida e, na hora da minha morte a fim de que sirvam de remédio e de consolo para minha alma. Assim seja!

9ª ORAÇÃO: Pelos agonizantes espirituais

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, virtude real, alegria do espírito, lembrai-Vos da dor que suportastes, quando, mergulhado na amargura, ao sentir aproximar-se a morte, insultado e ultrajado pelos homens, julgastes haver sido abandonado por Vosso PAI dizendo: “Meu DEUS, Meu DEUS, porque Me abandonastes?” Por esta angustia eu Vos suplico ó meu Salvador, que não me abandoneis nas aflições e nas dores da morte. Assim seja!

10ª ORAÇÃO: Pelos sofredores em geral

Pai Nosso… Ave Maria…Ó JESUS CRISTO, que sois em todas as coisas começo e fim, vida e virtude, lembrai-Vos de que por nós fostes mergulhado num abismo de dores, da planta dos pés até o alto da cabeça. Em consideração da extensão das Vossas Chagas, ensinai-me a guardar os Vossos Mandamentos, mediante uma sincera caridade, mandamentos estes que são caminhos espaçoso e agradável para aqueles que Vos amam. Assim seja!

11ª ORAÇÃO: Pelos pecadores de todo o mundo

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, profundíssimo abismo de misericórdia, suplico-Vos, em memória de Vossas Chagas, que penetraram até a medula dos vossos ossos e atingiram até as vossas entranhas, que vos digneis afastar esse(a) pobre pecador(a) do lodaçal de ofensas em que está submerso(a) conduzindo- o(a) para longe do pecado. Suplico-Vos também, esconder-me de Vossa Face irritada, ocultando-me dentro de Vossas Chagas, até que a Vossa cólera e a Vossa justa indignação tenham passado. Assim seja!

12ª ORAÇÃO: Por todas as Igrejas

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, espelho de verdade, sinal de unidade, laço de caridade, lembrai-Vos dos inumeráveis ferimentos que recebestes, desde a cabeça até os pés, ao ponto de ficardes dilacerado e coberto pela purpura do Vosso Sangue adorável. Ó quão grande e universal foi a dor que sofrestes em Vossa Carne virginal por nosso amor! Ó Dulcíssimo JESUS, que poderíeis fazer por nós que não o houvésseis feito? Eu vos suplico, ó meu Salvador, que vos digneis imprimir, com o Vosso Precioso Sangue, todas as Vossas chagas em meu coração, a fim de que eu relembre, sem cessar, as Vossas Dores e o Vosso Amor. Que pela fiel lembrança da Vossa Paixão, o fruto dos Vossos Sofrimentos seja renovado em mim, cada dia mais, até que eu me encontre, finalmente, Convosco, que sois o tesouro de todos os bens e a fonte de todas as alegrias. Ó Dulcíssimo JESUS, concedei-me poder gozar de semelhante ventura na vida eterna. Assim seja!

13ª ORAÇÃO: Pelos profetas atuais

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, fortíssimo Leão, Rei imortal e invencível, lembrai-Vos da dor que vos acabrunhou quando sentistes esgotadas todas as vossas forças, tanto do Coração como do Corpo e inclinastes a cabeça dizendo: “Tudo está consumado!”Por esta angústia e por esta dor, eu Vos suplico, Senhor JESUS, que tenhais piedade de mim, quando soar a minha última hora e minha alma estiver amargurada e o meu espírito cheio de aflição. Assim seja!

14ª ORAÇÃO: Pelos políticos e pelos governantes

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, Filho Único do PAI, esplendor e imagem da sua substância, lembrai-Vos da humilde recomendação que LHE dirigistes dizendo: “Meu PAI, em Vossas Mãos entrego o Meu Espírito!” Depois expirastes, estando Vosso Corpo despedaçado, Vosso Coração trespassado e as entranhas da Vossa Misericórdia abertas para nos resgatar. Por esta preciosa morte eu Vos suplico, ó Rei dos Santos, que me deis força e me socorrais, para resistir ao demônio, a carne a ao sangue, a fim de que, estando morto(a) para o mundo, eu possa viver somente para Vós. Na hora da morte, recebei, eu Vos peço, minha alma peregrina e exilada que retorna para Vós. Assim seja!

15ª ORAÇÃO: Pelo Papa

Pai Nosso… Ave Maria…

Ó JESUS CRISTO, verdadeira e fecunda videira, lembrai-Vos da abundante efusão de Sangue, que tão generosamente derramastes de Vosso Sagrado Corpo, assim como a uva é triturada no lagar. Do Vosso lado aberto pela lança de um dos soldados, jorraram Sangue e água, de tal modo que não retivestes uma gota sequer. E, enfim, como um ramalhete de mirra elevado na Cruz, Vossa Carne delicada se aniquilou, feneceu o humor de Vossas entranhas e secou a medula dos Vossos ossos. Por esta tão amarga Paixão e pela efusão de Vosso precioso Sangue, eu vos suplico, ó Bom JESUS, que recebais minha alma quando eu estiver na agonia. Assim seja!

ORAÇÃO FINAL:

Ó doce JESUS, vulnerai o meu coração, a fim de que lágrimas de arrependimento, de compunção e de amor, noite e dia me sirvam de alimento. Convertei-me inteiramente a Vós. Que o meu coração Vos sirva de perpétua habitação; Que a minha conduta vos seja agradável e que o fim da minha vida seja de tal modo edificante que eu possa ser admitido no Vosso Paraíso, onde, com os vossos Santos, hei de vos louvar para sempre. Assim seja!

CONSAGRAÇÃO DIÁRIA A NOSSA SENHORA: Ó Santa Mãe Dolorosa de DEUS, ó Virgem Dulcíssima, eu Vos ofereço o meu coração a fim de que o conserveis intacto como o Vosso Coração Imaculado. Eu Vos ofereço a minha inteligência, para que ela conceba apenas pensamentos de paz e de bondade, de pureza e verdade. Eu Vos ofereço a minha vontade, para que ela se mantenha viva e generosa ao serviço de DEUS. Eu vos ofereço meu trabalho, minhas dores, meus sofrimentos, minhas angústias, minhas tribulações e minhas lágrimas, no meu presente e meu futuro, para serem apresentadas por Vós ao Vosso Divino FILHO, para purificação da minha vida. Mãe Compassiva, eu me refugio em Vosso Coração Imaculado, para acalmar as dolorosas palpitações de minhas tentações, da minha aridez, da minha indiferença e das minhas negligências. Escutai-me ó Mãe, guiai-me, sustentai-me e defendei-me, contra todos os perigos da alma e do corpo, agora e por toda a eternidade.
Assim seja.

Fonte:

  • site da Canção Nova
  • catolicoorante.com.br